DES-IMUNIZAÇÕES NA EXPOSIÇÃO-OCUPAÇÃO AND LISBOA (11-13 Dez 2019)

Criação de circuitos sensoriais des-imunizantes para serem vividos em dupla.

[in progress]

Num compromisso com a criação de procedimentos político-afectivos encarnados nos quais risco e cuidado possam crescer em reciprocidade cada circuito circunscreve zonas temporárias de intimidade com o desconhecido e o desconhecível e convida a experimentação de estados de vulnerabilização deliberada e de elasticidade variável da (im)permeabilidade e do (des)conforto.

As Práticas de Des-Imunização situam-se entre a performance e a pedagogia radical, partindo do campo de afinação entre a política de co(m)passionamento, experimentada por Fernanda Eugenio com o Modo Operativo AND, e a prática da Ternura Radical, proposta pela artista Dani d’Emilia. A proposta deste trabalho é pesquisar, no plano da corporeidade, possíveis percursos para a activação de modulações não-hierárquicas e disseminadas do amor e do amar, experimentando a sua liberação de conformações pré-definidas e a sua operatividade enquanto força de strangership: sintonização com o impróprio e o alheio, capacidade de prescindir da lógica da (des)identificação e do (des)entendimento para abrir-se em disponibilidade, comparência, escuta, engajamento e presença.

Imagens do processo de criação de 3 foto/vídeo-performances durante uma pequena residência das Des-imunizações dentro do programa da Expo-ocupação do AND Lab em Lisboa (11-13 Dez 2019).